Crato não tem cachê para segunda edição Caldeirão das Danças

12042909_800162583425866_8688470941756547038_n

Na sua segunda edição o Festival Caldeirão das Danças será realizado nos dias 30 e 31 de outubro e 01 de novembro na cidade do Crato (CE) por grupos e coletivos da região do Cariri. O Festival é um espaço democrático e motivador da cultura e cidadania, a partir da exposição de danças locais ou por meio de intercâmbios, tendo como palco de criatividade a praça pública, o espaço aberto e inclusivo. O evento acontecerá na Praça Siqueira Campos.

O Festival é uma realização do Coletivo  Crato tem Dança e conta com a co-realização de grupos que integram a rede ColetivoS, que congrega diversas organizações de artistas que tem ligação com as periferias das cidades do Cariri.

Com um caráter não competitivo o Festival é aberto a participação de grupos de dança dos mais diversos formatos e estilos, a maioria estão dentro da perspectiva  de cultura de base comunitária, ou seja, grupos que estão organizados a partir da periferias das cidades e que muitas vezes não estão incluídos no “circuito oficial das artes”.

Além das apresentações de dança o evento se caracteriza como um espaço de reflexão política e de reivindicação dos artistas.

Nas duas edições do evento, a Prefeitura Municipal do Crato não disponibilizou apoio financeiro para pagamento dos cachês dos grupos. Essa é a principal demanda para garantir a sustentabilidade dos grupos e dos próprios artistas. O Governo do Estado do Ceará também não disponibilizou recursos e um dos grandes entraves é a permanência da burocracia exigida pela Secretaria de Cultura do Estado que vem sendo mantida no Governo de Camilo Santana.

O evento é realizado com apoio financeiro e o trabalho voluntário dos grupos. Esse ano, o Sesc é um dos parceiros e a Secretaria de Cultura do Município dará o apoio mínimo com pagamento de  som e ajuda na logística de transporte e espaço para os grupos trocarem de roupas. Conforme a organização do evento essa ajudar é insuficiente.

A organização do Festival lançou nas redes sociais uma campanha de arrecadação e uma das argumentações é o “Caldeirão das Danças, precisa de ajuda para efetivar seus objetivos nessa segunda edição, devido as dificuldades de parceria com instituições públicas e privadas”.

O evento contará durante os três dias com 30 grupos que deverão fazer cerca de 35 apresentações. Os grupos são das cidade de Crato, Juazeiro do Norte, Iguatu, Bodocó (PE) e João Pessoa (PB).

O Coletivo Camaradas é um dos parceiros desta a primeira edição do Caldeirão das Danças.

12033229_800823883359736_7512817111560875999_n

Deixe uma resposta