O Rap e seus diferentes estilos. Saiba o que cinco MC’s pensam sobre o tema

Underground,Gangsta,Gospel,Pop…São tantas as subdivisões existentes no Rap que resta saber se as diferenças terminam no simples fato de cada grupo ou MC canta da maneira que se identifica, ou se a diferença na maneira de cantar é apenas um dos itens que faz com que o Rap não se unifique e se divida cada vez mais.
O pensamento ditador daquele que impõe o seu rap como o melhor, cria casulos, onde representantes de um “estilo” se isolam dos outros e começam a agir como narcisos, apontando o dedo ao redor,julgando tudo que não se iguala ao seu como erro.
Para saber o que representantes do Rap na atualidade pensam sobre esse tema, o portal Rap nacional trocou uma idéia com Emicida,Douglas(realidade cruel),DBS,Cleber(AoCubo) e C4bal.
Rótulos, Barreiras,Divisões e afins
O Rapper Emicida começou sua carreira nas rodas de freestyle e canta um “estilo” de Rap denominado ou rotulado por alguns como underground.Para Emicida as divisões existem muito mais na cabeça das pessoas do que dentro do Rap.”As pessoas criam barreiras, elas se escondem atrás destes rótulos acho que é burrice que soa como se alguém fosse mais que alguém dentro de um certo contexto, você pode falar de 500 mil temas diferentes, pode usar 500 mil influencias diferentes, mas no fundo a essência é o Rap e só.” Afirma
Já Cleber do grupo Ao Cubo, um dos grupos mais representativos no cenário gospel,afirma que com o tempo foram aparecendo novos adeptos e criadores de novos estilos que vieram somando com os que ja existiam.”Todos estes subtítulos somam para a Cultura hip hop, beneficiam o movimento num todo,nem que seja de gota em gota.”comenta
No ponto de vista do rapper DBS as divisões existem e é uma consequencia natural de qualquer estilo musical.”O Rap é o estilo musical mais mutante que existe, ele se transforma e se adapta a cada pais e região,com sua diferença de crença, tradições e história, em um país como o nosso que tem de tudo um pouco é natural que exista as divisões.” ressalta
A consagração do grupo realidade cruel se deu pela maneira agressiva de cantar , as principais marcas deste grupo do interior de São Paulo são as letras e a postura intensa no palco.RC é considerado um grupo Gangsta e para Douglas, líder do grupo,as divisões existem mas na maneira como cada um produz para ele, a divisão e atribuição de rótulos não representam nada de errado.”Não vejo como prejudicial, mas sim como identidade.Cada grupo tem uma identidade.”
C4bal visto pelo grande público como defensor do Rap Pop.Isso porque muitos consideram que as músicas feitas por ele fogem das raízes.Ao contrário de Douglas, C4bal se diz contrário aos rótulos“Rotular é julgar, mas só Deus é o meu juíz,Eu não me identifico com nenhum rótulo,não me prendo a dogmas/paradigmas,faço o que quero e que se foda o que pensam de mim.”disparou

Ao meu ver todo e qualquer que vim pra somar é bem vindo no Rap, portanto divisões podem e devem haver,mas tem que ter sempre a essencia de informar,criticar,reivindicar,revolucionar.(Ricardo A.)
O MC Projota na musica 64 linhas dispara esta frase “Cada um fazendo a sua parte,sem discussão,sem divisão, pela multiplicação da arte”.
Douglas enfatiza que o Rap precisa expandir seus horizontes e olhar para onde ninguém nunca olhou e ver ali uma oportunidade.”Um dia o Brow falou pra mim que nós nos dividimos muito,brigamos muito,quase sempre pelo farelo do bolo,quando na verdade a cereja esta lá,intacta.Precisamos arriscar mais, pensar grande e termos ambição pelas nossas conquistas.”Finaliza
Texto:Cristiane Oliveira
Adaptado Por: Ricardo Alves
Fonte:www.rapnacional.com.br
texto completo:
http:/www.rapnacional.com.br/2010/index.php/noticias/o-rap-e-seus-estilos-diferentes-de-rimar-saiba-o-que-cinco-rappers-pensam-sobre-o-tema/

Um comentário sobre “O Rap e seus diferentes estilos. Saiba o que cinco MC’s pensam sobre o tema

Deixe uma resposta