Por Amor e Pela Arte…

“Se os legisladores se recusam a considerar poemas como crimes, então alguém precisa cometer os
crimes que funcionem como poesia, ou textos que possuam a ressonância do terrorismo. Reconectar
a poesia ao corpo a qualquer preço. Não crimes contra o corpo, mas contra Idéias (& Idéias-dentrodas-
coisas) que sejam letais & asfixiantes. Não libertinagem estúpida, mas crimes exemplares,
estéticos, crimes por amor.”
Hakim_Bey

Deixe uma resposta