Festival da Ibiapaba traz o melhor da música brasileira para sala de aula

O Festival de Música da Ibiapaba reúne durante essa semana quase 800 estudantes de música e 25 professores em torno de 60 oficinas de formação musical. Entre os mestres, grandes nomes como o de Chico Batera (baterista e percussionista que trabalhou com grandes nomes da música mundial, como Chico Buarque, Elis Regina, The Doors e Frank Sinatra); Tarcísio Sardinha (maior nome do chorinho cearense); e o guitarrista Nelson Faria (outro nome de destaque nacional, tendo vasto currículo como educador, além de ter acompanhado figuras como Cássia Eller e Zélia Duncan). Após os dois turnos de oficinas diárias, alunos, professores e o público que acompanha o Festival tem a oportunidade de ver boas apresentações musicais, como a da cantora cearense Kátia Freitas, que se apresenta nesta quinta-feira (24), e, na sexta-feira (25), a homenagem à Bossa Nova comandada por Chico Batera. Nesta 5ª edição, de 19 a 26 de julho, o Festival comemora os 100 anos de nascimento de Cartola e os 50 anos da Bossa Nova. Mais informações: (85) 3488.8601 / (88) 3632.1144

Zé Tarcísio apresenta o filme “Um artista chamado Zé”

O Sobrado dr. José Lourenço, equipamento cultural ligado à Secult, lança no próximo sábado (26), a partir das 9h, o projeto Café do Zé. Esta primeira edição conta com a presença do artista plástico Zé Tarcísio, que apresenta o documentário “Um Artista Chamado Zé” (1993). O filme tem direção de Jefferson Albuquerque, direção de fotografia de Joe Pimentel e produção de Almiro Santos Filho e conta um pouco da trajetória de Zé Tarcísio. Após a exibição, o artista terá uma conversa informal com o público, comentando um pouco sobre a realização do filme e sobre sua obra. O projeto Café do Zé, em referência ao dr. José Lourenço (primeiro proprietário do Sobrado), visa proporcionar encontros entre artistas e o público das artes visuais em Fortaleza. Mais informações: (85) 3254.5980


Histórias das rendeiras de Trairi reunidas em livro

Mulheres e homens do Trairi contam um pouco da arte de viver e fazer renda no interior do Ceará. O livro “Tecendo Rendas e Vidas – Artesãs de Canaã” conta histórias de diversas rendeiras de Canaã (distrito do município de Trairi) e de parceiros importantes na sua elaboração. O lançamento acontece sábado (26), as 19h, no Foyer do Theatro José de Alencar, acompanhado de recital de piano com Joana Cunha de Holanda. Mais informações: 3101.2567 / 3101.2603


Projeto Lagarta Pintada no Centro Cultural Bom Jardim

A última edição no mês de julho do Lagarta Pintada, projeto semanal do Centro Cultural Bom Jardim, acontece no próximo sábado (26) e traz como convidados Cláudio Ivo e Sâmia Bittencourt para contar uma história de viagem pelo mar, apresentando às crianças os elementos cênicos do teatro. Os convidados ficam responsáveis de começar a contar a história, mas as crianças é que decidem como tudo vai acabar, fazendo a sonoplastia e acrescentando à história tudo o que surgem na imaginação deles. O projeto Lagarta Pintada acontece todo sábado a partir das 16h na Praça Verde do Centro Cultural Bom Jardim. A cada mês, um artista ou grupo é convidado para conduzir a brincadeira com jogos, pintura e desenho livres, cantigas de roda e brincadeiras da tradição popular. A programação é gratuita e reúne crianças de três a oito anos, em média. Acesso livre. Mais informações: (85) 3497.5981

Assembléia elege representantes do Conselho Estadual de cultura

Três categorias artísticas escolheram nesta quarta-feira (23) seus representantes junto ao Conselho Estadual de Cultura (CEC). Literatura, Artes Visuais e Audiovisual, que já haviam participado de outra assembléia, realizada dia 13 de junho passado, reuniram-se novamente para a votação. A categoria de Artes Visuais escolheu Nelson Nobre de Oliveira (da APPCE) para a cadeira de titular, Maria Zaneir Gonçalves (Ifoto) para a primeira suplência e Benedito Monteiro (Siara) para a segunda. Para a cadeira de Literatura foi escolhido Francílio Dourado da Silva Filho (Associação Cearense de Escritores), tendo como primeiro e segundo suplente Mileide Flores (Sindilivros) e Sandra Suely Costa Lima (Camara Cearense do Livro). O Audiovisual preencheu apenas a cadeira de titular e a primeira suplência, com o nome de Duarte Ferreira de Sousa (ACCV) e Afonso Celso Pereira Filho (ONG Talentos do Ceará), respectivamente. As outras três categorias artísticas no CEC, Música, Artes Cênicas e Tradições Populares, escolheram seus representantes ainda na primeira assembléia. Mais informações: (85) 3101.6763 / 3101.6792

Inscrições abertas:

Fórum Cearense de Canto

Valorizar e organizar a música vocal cearense. Esta é a proposta do I Fórum Cearense de Canto, que acontece nos dias 01 e 02 de agosto no Centro Espiritual Uirapuru – CEU. As inscrições estão abertas até o dia 25 de julho. O Fórum é promovido pelo Sistema Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC) com recursos do Fundo Estadual da Cultura (FEC) para discutir a criação do Sistema Estadual do Canto. Com 70 vagas destinadas para regentes, coordenadores e dirigentes de coros e grupos vocais de todo o Estado, o Fórum abordará, em palestras e grupos de trabalho (Gts), temas ligados à formação, difusão e organização do setor, culminando na elaboração do documento denominado “Carta In Cantus do Ceará” com diretrizes para as políticas públicas dedicadas à categoria. Mais informações: [email protected] / (85) 3101-6763.

Oficina de Fanzine com material reciclável

O Museu da Imagem e do Som do Ceará (MIS/CE) realiza de 4 a 6 do mês de agosto a oficina “Reciclando com Fanzine”. Os participantes aprenderão como utilizar de materiais recicláveis para fazer Fanzine (ou zine, que é um tipo de publicação alternativa, fora dos padrões convencionais e de pequena circulação). As inscrições estão abertas desde o dia 21 e podem ser feitas no próprio Museu com o pagamento de taxa de R$ 20. No final da oficina, o material produzido pelos alunos irá compor uma exposição no MIS/CE, aberta de 8 a 15 de agosto. Mais informações: (85) 3101.1200/ 3101.1201.

Prêmio Culturas Populares 2008 do MinC

A Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (MinC) está promovendo o “Concurso Público Prêmio Culturas Populares 2008 – Mestre Humberto de Maracanã”. O objetivo é premiar a atuação dos mestres das Culturas Populares e iniciativas exemplares que envolvam as manifestações das Culturas Populares brasileiras. As inscrições podem ser feitas de 17 de julho a 30 de agosto pela página do MinC na internet, www.cultura.gov.br. O edital e a cartilha sobre o concurso também estão disponíveis no site. Mais informações pelo telefone (61)3316 2129/ 3316 2350.

Em Cartaz:

“Fortaleza em Cartão Postal”

A exposição “Fortaleza em Cartão Postal”, exposição com cartões postais da Fortaleza antiga do acervo Nirez, continua em cartaz no Museu do Ceará até final de julho. A exposição é uma homenagem aos 50 anos de existência do acervo Nirez, completados em 2008. Horários de visitação: terça a sábado das 9h às 17h. O Museu do Ceará fica na R. São Paulo, n°51, Centro. Informações: (85) 3101-2609 ou 3101-2607.

“7 Artistas / 7 Exposições”

No Sobrado dr. José Lourenço até dia 31 de julho, a exposição “7 artistas / 7 exposições” é a reunião dos trabalhos de sete artistas nordestinos: Bosco Lisboa, Euzébio Zloccowick, Francisco Zanazanan, João Pedro, Tetê de Alencar, Val Barros e Zé Tarcísio. Horários de visitação: terça a sábado das 10h às 19h e domingo das 14h às 18h. O Sobrado dr. José Lourenço fica na rua Major Facundo, n° 154, Centro. Informações no telefone (85) 3254-5980

“MADI em Fortaleza”

A partir da próxima quinta-feira (17), o público pode conferir no Museu de Arte Contemporânea (MAC) a exposição “MADI em Fortaleza”. A exposição traz acervo do único museu do movimento Madi no Brasil, o Museu Madi de Sobral, que possui 97 obras de cerca de 70 artistas de todo o mundo. Arden Quin, Bolívar, Satoru Sato, Joel Froment, Felipe Vacher, Jaildo Marinho e Faxon são alguns dos artistas cujas obras estarão no MAC. A abertura da exposição começa às 19h no MAC no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura com acesso livre e horário de visitação de terça a domingo, das 14h às 21h (acesso até às 20h30). Outras informações: (85) 3488-8624.

Fonte:
Coordenação de Comunicação – Secult
(85) 3101-6761 / 3101-6759

Deixe uma resposta