Encontro da Poesia gera desenvolvimento social no Gesso

Será que a comunidade do Gesso tem noção da importância do  Encontro da Poesia para o desenvolvimento social da cidade?  Essas são questões que  merecem reflexões para uma história que vem sendo  construída na comunidade e que se contrapõe a reproduzir a cultura das industriais culturais que reduz a amplitude da compreensão da realidade social e aliena a população.

O Coletivo Camaradas encara como desafio apresentar novas possiblidades estéticas e artísticas numa comunidade que historicamente foi excluída dos processos de integração comunitária e social.

O Coletivo Camaradas realizou no período de 08 a 11 de março, o Encontro da Poesia no Gesso que  movimentou a comunidade  com uma serie de ações relacionadas a democratização do livro, da leitura e da literatura.  O encontro faz parte das ações do Programa Território da Palavra que reúne diversas atividades que visam contribuir para uma cultura leitora na comunidade do Gesso.

Durante o encontro foram realizadas cinco oficinas nas escolas do entorno da comunidade, o que juntou  quase 200 alunos e sete oficineiros, como é o caso do escritor Paulo Soares, Luiz Renato de Souza Pinto, o rapper Dextape, o multiartista  Hamurábi Batistas, os artistas visuais Thiago Gabriel e Karina Sousa.

Foram recebidas na comunidade 32 estudantes da cidade de Piancó – Paraíba que puderam imergir nesta experiência do Coletivo Camaradas, participando da intervenção urbana Poste Poesia e interagindo poeticamente com as crianças da comunidade do Gesso.

O encontro contou com a participação  de trabalhos de escritores  do Mato Grosso, Pernambuco, Paraíba, São Paulo e Minas Gerais. Como é o caso de Carlos Barros , Luiz Renato de Souza Pinto, Solange Barreto, Junior Baladeira e Branca Claudino.

O encontrou contou com sarau feminista, onde reuniu diversas poetas da região Cariri, exposição da designer Renata Rosa e  Batalha de Rap do Gesso.

A economia local também foi movimentada, com a Feira de Sustentabilidade composta por sebo popular, comidas e artesanato.

O professor Suelanho Alencar, morador da Comunidade fez leitura de cordel que narra a diversidade cultural do Gesso.

Encontro aproveitou a presença dos gestores públicos

O encontrou também reuniu  gestores públicos e serviu para articular melhorias  para a comunidade e fazer  esclarecimentos. O prefeito municipal do Crato por exemplo foi provocado a esclarecer sobre o processo de coberta e iluminação da quadra do Gesso. A comunidade também solicitou a retirada de Feira de Animais que é realizada ao lado Quadra e o gestor municipal ficou de encaminhar a demanda para Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial. Aproveitando a presença dos representantes da Secretaria de Esporte do Município, os moradores  articularam atividades esportivas para o publico feminino e o fornecimento de material esportivo.   A coordenadora do Escritório Regional da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, Dane de Jade também esteve presente, além da pró-reitora  de Extensão de Universidade Regional do Cariri, Arlene Pessoa, a cordenadora da Incubadora  Tecnológica e Empreendimentos  Populares e Solidários – ITEPS, Victoria Régia.

Além de representantes do Projeto Nova Vida, SCAN, Vilarte, UJS, UJR, SINE/IDT, Academia dos Cordelistas do Crato.

Deixe uma resposta