Arquivos mensais: março 2018

Projeto aprovado pelo Ministério da Cultura incentivará brincadeiras na Comunidade do Gesso

Evecris Keilla – Pedagoga e integrante do Coletivo Camaradas

O Ministério da Cultura reconheceu com o Prêmio Culturas Populares  o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Coletivo Camaradas, na comunidade do Gesso, no Crato.

O Prêmio contemplará o projeto da “Brinquedoteca Popular” e tem o objetivo de envolver os  saberes e fazeres populares e acadêmicos,  proporcionado a aproximação dos grupos de cultura popular e as universidades da região do Cariri.

A pedagoga e integrante do Coletivo Camaradas,  Evecris Keylla, ressalta que  a brinquedoteca tem uma contribuição para comunidade, por oferecer momentos de aprendizagem e destaca que isso desperta a consciência critica das crianças. Evecris diz  que através desse espaço,  as crianças começam  a se envolver com as  ações do coletivo e da comunidade. A pedagoga acredita que esse trabalho discute questões que vão além das brincadeiras.

Para o pedagogo, Alexandre Lucas, integrante do Coletivo Camaradas, as brincadeiras são os  principais elementos de desenvolvimento intelectual, cultural, emocional, motor  e social das crianças. Ele destaca que o brincar proporciona a capacidade de tomar decisões e se  organizar. “A brincadeira é um ensaio para a vida adulta”, enfatiza o pedagogo.

O projeto prevê a realização vivências lúdicas,   oficinas de brinquedos  e jogos, intervenções urbanas, realização da Mostra de Pipas – Pipada, Dia das Crianças, Mostra Intercomunitária de Brincadeiras Populares, publicação de cordel e encontro pedagógico sobre o brincar.

A Pró-reitoria de Extensão – PROEX e o Núcleo de Educação Infantil – Nei, do curso de Pedagogia  da Universidade Regional do Cariri – URCA são parceiros do Projeto e estão lançando em conjunto uma chamada pública para mestres da cultura popular, brincantes, artistas, artesões,  estudantes e professores que desejem ministrar oficinas sobre jogos e brinquedos populares.

Irmãos Aniceto se apresentarão na Comunidade do Gesso

A Comunidade do Gesso receberá a banda cabaçal dos  Irmãos Aniceto, no dia 07 de abril. A banda se apresentará durante a Feira de Sustentabilidade – Trocaria.

A banda já tem dois séculos de uma tradição que resiste ao tempo e a quatro gerações, descendentes dos índios kariri. A Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto é um patrimônio do povo brasileiro, já tendo se apresentado em outros países.

O participação dos Anicetos na Comunidade do Gesso é fruto de uma parceria do Coletivo Camaradas com a Secretaria de Cultura do Crato.

A Feira de Sustentabilidade que acontece no Gesso, visa movimentar a economia local e democratizar o acesso a produção artística e cultural. Além dos Irmãos Aniceto a Feira contará com a apresentação do Núcleo de Experimentos em Dança com o frash mob “Toda vez que eu dou um passo, o mundo sai do lugar”,     a batalha de rap do Gesso protagonizada pelas crianças. O público contará ainda com vendas de livros, brechó, comidas, mudas de plantas e artesanato.

A Trocaria começa, a partir das 17h30, no largo do Gesso.

Encontro da Poesia gera desenvolvimento social no Gesso

Será que a comunidade do Gesso tem noção da importância do  Encontro da Poesia para o desenvolvimento social da cidade?  Essas são questões que  merecem reflexões para uma história que vem sendo  construída na comunidade e que se contrapõe a reproduzir a cultura das industriais culturais que reduz a amplitude da compreensão da realidade social e aliena a população.

O Coletivo Camaradas encara como desafio apresentar novas possiblidades estéticas e artísticas numa comunidade que historicamente foi excluída dos processos de integração comunitária e social.

O Coletivo Camaradas realizou no período de 08 a 11 de março, o Encontro da Poesia no Gesso que  movimentou a comunidade  com uma serie de ações relacionadas a democratização do livro, da leitura e da literatura.  O encontro faz parte das ações do Programa Território da Palavra que reúne diversas atividades que visam contribuir para uma cultura leitora na comunidade do Gesso.

Durante o encontro foram realizadas cinco oficinas nas escolas do entorno da comunidade, o que juntou  quase 200 alunos e sete oficineiros, como é o caso do escritor Paulo Soares, Luiz Renato de Souza Pinto, o rapper Dextape, o multiartista  Hamurábi Batistas, os artistas visuais Thiago Gabriel e Karina Sousa.

Foram recebidas na comunidade 32 estudantes da cidade de Piancó – Paraíba que puderam imergir nesta experiência do Coletivo Camaradas, participando da intervenção urbana Poste Poesia e interagindo poeticamente com as crianças da comunidade do Gesso.

O encontro contou com a participação  de trabalhos de escritores  do Mato Grosso, Pernambuco, Paraíba, São Paulo e Minas Gerais. Como é o caso de Carlos Barros , Luiz Renato de Souza Pinto, Solange Barreto, Junior Baladeira e Branca Claudino.

O encontrou contou com sarau feminista, onde reuniu diversas poetas da região Cariri, exposição da designer Renata Rosa e  Batalha de Rap do Gesso.

A economia local também foi movimentada, com a Feira de Sustentabilidade composta por sebo popular, comidas e artesanato.

O professor Suelanho Alencar, morador da Comunidade fez leitura de cordel que narra a diversidade cultural do Gesso.

Encontro aproveitou a presença dos gestores públicos

O encontrou também reuniu  gestores públicos e serviu para articular melhorias  para a comunidade e fazer  esclarecimentos. O prefeito municipal do Crato por exemplo foi provocado a esclarecer sobre o processo de coberta e iluminação da quadra do Gesso. A comunidade também solicitou a retirada de Feira de Animais que é realizada ao lado Quadra e o gestor municipal ficou de encaminhar a demanda para Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial. Aproveitando a presença dos representantes da Secretaria de Esporte do Município, os moradores  articularam atividades esportivas para o publico feminino e o fornecimento de material esportivo.   A coordenadora do Escritório Regional da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, Dane de Jade também esteve presente, além da pró-reitora  de Extensão de Universidade Regional do Cariri, Arlene Pessoa, a cordenadora da Incubadora  Tecnológica e Empreendimentos  Populares e Solidários – ITEPS, Victoria Régia.

Além de representantes do Projeto Nova Vida, SCAN, Vilarte, UJS, UJR, SINE/IDT, Academia dos Cordelistas do Crato.

Prefeito e secretários municipais são convidados para  abertura do  Encontro da Poesia no Gesso

Antônio Eduardo e Marcos Vinicius – Conduzirão os trabalhos de abertura do Encontro

O Coletivo Camaradas está encaminhando  documento convidando o prefeito José Ailton Brasil e os secretários municipais do Crato para abertura do Encontro da Poesia no Gesso que acontecerá nesta quinta-feira, 08, às 19h. A abertura do evento  contará   com o lançamento do livro do escritor mato-grossense, Luiz Renato de Souza Pinto,  que lançará o seu livro “Gênero, Número, Graal”. A abertura contará ainda com sarau aberto e ato sobre  a importância do Programa Território da Palavra desenvolvido pelo Coletivo Camaradas na Comunidade do Gesso que contempla uma série de ações de  democratização da leitura.

Além dos gestores municipais estão sendo convidados também gestores estaduais, ligados as  escolas, Universidade Regional do Cariri – URCA  e da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará.

A abertura do encontro deverá ser marcada pela presença de escritores, artistas, gestores e moradores da comunidade.

O Coletivo Camaradas optou por fazer a abertura do evento, entre as mercearias de “Chico do Pneus” e   “Raimundinha”, localizado na rua Monsenhor Juviniano Barreto,  como um forma descontruir o espaço elitizado da literatura.  É um forma também de movimentar a economia dos comércio local.

Para o pedagogo, Alexandre Lucas, a abertura do encontro é um momento politico de articulação e de reafirmação da necessidade de democratização da  literatura, das artes e de repensar  novos modelos de sociedade, mais humanas e socialmente justas. Ele destaca que poesia é apenas uma estratégia para discutir algo maior que é a vida. Lucas frisa que o Programa Território da Palavra coloca a comunidade do Gesso numa outra narrativa de lugar, baseada na potencia criativa e no desenvolvimento social.

O Encontro da Poesia no Gesso será realizado de 08  a 11 de março e terá intervenções urbanas, oficinas, batalha de rap, apresentações, roda de poesia, venda de livros e intercâmbios.