Coletivo Camaradas estará empenhado contribuir com a Feira da Música no Cariri

11390278_846354448745356_716739391986614553_n
Ivan Ferraro, um dos idealizadores da Feira da Música

Para o Coletivo Camaradas a Feirá é um importante momento de articulação, possibilidade de intercambio e de fortalecimento da luta por políticas públicas para a cultura.

A Feira da Musica está prevista para ser realizada na primeira semana de setembro no Cariri. A Feira é um evento que tem caráter internacional e vem se caracterizando um momento importante de articulação da cadeia musical, produtores, gestores e de artistas das várias linguagens artísticas. O evento é realizado desde de 2002 em Fortaleza com o objetivo de agregar e fortalecer os atores da cadeia produtiva da música no Brasil, dinamizando negócios na área da economia criativa e propondo uma gestão pautada em estratégias nacionais de escoamento da produção.

A Feira da Musica é uma realização da Prodisc – Associação dos Produtores de Cultura do Ceará e Casa Fora do Eixo Nordeste.

No Cariri, os grupos que integram a Rede Coletivos estão empenhados no processo de mobilização para reunião com representantes da Prodisc e o Fora do Eixo que acontecerá nesta segunda-feira, às 19h00, na RFFSA na cidade do Crato.

Segundo Ivan Ferraro, idealizador da Feira, O Cariri tem muita riqueza imaterial que precisa ser mais valorizada. A feira é uma ferramenta que pode com planejamento e trabalho ser uma ótima hub para conexões diversas. Ele destaca que a participação dos coletivos e agentes de cultura que já atuam na região de um modo geral é fundamental para chegamos no formato adequado e eficiente de uma ação como a feira da música no Cariri.

Thais Andrade da Cada Fora do Eixo Nordeste destaca que “não faz sentido e não está de acordo com que a gente acredita chegar com um evento pronto e simplesmente executar na região” e enfatiza que a feira é uma plataforma que deve ser usada pro desenvolvimento, formação, difusão, intercâmbio e construção coletiva.

Deixe uma resposta