Arquivos mensais: janeiro 2012

Espetáculo: OH! TERRINHA BOA.

Dias: 10 e 11 de fevereiro, 20h
No Teatro SESC Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro
Comédia Teatral / 60 min.
 
Sinopse do espetáculo: É uma Comédia que retrata a saga de uma Família de Nordestinos sertanejos que diante das dificuldades naturais imposta pela seca, o latifúndio e o poder político dos Coronéis é forçado a deixar sua terra de origem e partir rumo acidade de São Paulo na busca desesperada por melhores condições de vida.sendo uma família semi-alfabetizada, portanto apresentando poucos conhecimentos com isso reduzido o Acesso as informações,amarga o peso da exploração e a descriminação do tipo: Baiano Burro.
A dificuldade de moradia e emprego, bem como a adaptação ao grande centro, passa humilhação por não acompanhar a tal modernidade, por Exemplo: andar de escada rolante, obedecer à sinalização do transito na qualidade de pedestre, esta família acaba dividindo com os moradores de rua um espaço debaixo de Viadutos.
Os temas básicos deste espetáculo são: Cultura Nordestina, Descriminação e Preconceito, Religiosidade e Êxodo Rural.
 
Tema livre para todas as idades.   
 

Entrada Franca!

REGULAMENTO MONITORIA PARA PROJETO “NO TERREIRO DOS BRINCANTES”

O Instituto Ecológico e Cultural Martins Filho – IEC da Universidade Regional do Cariri – URCA e o Coletivo Camaradas, no uso de suas atribuições legais, torna público o presente Edital de abertura de inscrições, visando a seleção de 10 monitores para apoio nas atividades do projeto “No Terreiro dos Brincantes” por um período 12 meses contando com o mês da presente publicação.

OBJETIVOS DO PROJETO:
1. Realizar vivências e registros audiovisuais/fotográficos das atividades nos terreiros dos brincantes da cultura popular da região do Cariri e produção de documentários;
2. Realizar “rodas de conversas” entre pesquisadores, estudantes, artistas e brincantes (in loco) e nas IES;
3. Criação de página virtual (site) para divulgação do Projeto e des pesquisas científica sobre as temáticas: Cultura, Grupo da Tradição Popular, Identidade, Patrimônio Imaterial e Religiosidade e temas correlacionados.
Para candidatar-se a monitor o aluno deve:
1. Estar regularmente matriculado em curso numa faculdade/universidade da região do Cariri ;
2. Ter afinidade e preferencialmente ter trabalhos na área;
3. Ter disponibilidade para as atividades do projeto;
4. Assinar termo de compromisso se selecionado;
5. Apresentar, no ato da inscrição comprovante de matrícula atualizado;
6. Preencher ficha de inscrição.

CERTIFICAÇÃO

O aluno monitor que cumprir as atividades e horários estabelecidos, fará jus a certificado, Instituto Ecológico e Cultural Martins Filho – IEC com carga horária definida conforme a participação no Projeto.

LOCAL, DATA E HORÁRIO DE INSCRIÇÃO

As inscrições serão feitas na Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude do Crato, no período de 08 a 10 de fevereiro, das 8:00 ás 11h30.

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO
1. Currículo
2. Entrevista

RESULTADO DA SELEÇÃO – CURRÍCULOS

Dia 10/02 – a partir das 17h00 no blog do Coletivo Camaradas – http://www.coletivocamaradas.blogspot.com/
ENTREVISTA

Dia 13/02 – às 14h00, no Auditório do Centro do Cultural do Araripe – REFSA Crato.

PRIMEIRA REUNIÃO COM OS SELECIONADOS:

Dia: 24 de fevereiro de 2012
Horário: 14 horas
Local: Auditório do Centro Cultural do Araripe – REFSA Crato .

Crato, 30 de janeiro de 2012

Prof. Dr. Roberto José Siebra Maia
Diretor do Instituto Ecológico e
Cultural Martins Filho – IEC/URCA

Prof. Alexandre Lucas Silva
Coordenador do Projeto
“No Terreiro dos Brincantes” e
do Coletivo Camaradas

Danielle Esmeraldo
Secretária Municipal da Cultura,
Esporte e Juventude do Crato/CE

PARQUE ESTADUAL DO SÍTIO FUNDÃO CONTINUA ABANDONADO

MENTIRA OU VERDADE?!

DISSE O GOVERNADOR: “EU NÃO SABIA QUE A RESERVA ECOLÓGICA DO SÍTIO FUNDÃO ESTAVA ASSIM… ABANDONADA!”


Por Ed. Alencar


Foto feita em 11 de setembro de 2011. Atualmente quase nada existe.


No dia 22 de dezembro de 2011, quando chegou a cidade do Crato para receber o titulo de cidadão cratense e inaugurar as praças reformadas para o Natal, o governador foi surpreendido com a única manifestação pacífica e silenciosa na cidade. Quando ocupou o palanque da Praça Siqueira Campos, viu surgir em meio à multidão uma faixa, apresentada pelos representantes da família do ecologista Jeferson  da Franca Alencar, que lhe cobravam explicações sobre o abandono da reserva. Em seguida, foi entregue em suas mãos documentos que comprovam, através de textos e fotos, as destruição e vandalismo dentro do Parque, em especial a degradação do velho engenho de pau secular, única relíquia da região. 
Ao folhear os documentos, enquanto falavam os oradores, o governador Cid chamou até o palanque o ex-presidente do CONPAM André Barreto, articulador da compra da reserva, encarregando-o ali de uma missão como seu porta-voz para um levantamento dos problemas do Parque.
Ao término da solenidade, o  governador concedeu entrevista  à imprensa,  dizendo  não  saber  do que estava acontecendo com a reserva . Enfatizou: fiquei sabendo agora, através da faixa e dos documentos que recebi. Concluiu: não quero ser DESMORALIZADO com o que assumi no Crato, assinando uma ordem de serviço perante autoridades e a sociedade. Pedi ao André Barreto que fizesse um relatório dos problemas que o parque está passando. Perguntado por que ele ainda não havia visitado o parque que ele criou, respondeu que já havia visitado a reserva por duas vezes. MENTIRA OU VERDADE?! Pois até hoje não consta nenhum registro de sua visita ao Parque.
Após 30 dias dessas promessas, nesta 2ª feira 30 de janeiro, o governador Cid Gomes e André Barreto se encontraram em Juazeiro do Norte, para o “VEREDICTO” do relatório apresentado, o que deverá ser anunciado em breve.
     
Enquanto isso o velho engenho, desprotegido das chuvas e do sol, voltou a RUIR. Parte de sua estrutura, desprendeu-se com as últimas chuvas da semana que passou. Lamentavelmente, é uma vergonha o descaso do governo com aquela história secular, que se destrói por falta de uma lona de plástico.


Feitiço contra feiticeiro

Publicado em 31/01/2012 08:35
Pobreza atinge 115 milhões e chega à classe média da União Europeia

MADRI e WASHINGTON – Uma reportagem do jornal espanhol “El País” mostra que em 2009 o bloco de 27 países tinha 115 milhões de pessoas na pobreza ou 23,1% da população. Dois anos antes, esse número era de 85 milhões de pessoas ou 17% da população.

As vítimas da crise incluem pensionistas, desempregados que antes trabalhavam como autônomos, donas de casa pessoas que antes integravam a classe média ou a classe média baixa e que agora estão na pobreza. Elas têm que escolher entre cozinhar e aquecer suas casas, entre pagar a hipoteca ou comer. E acabam com a ideia de pobreza ligada apenas à mendicância.

Os voluntários de antes são os que precisam de ajuda hoje diz Jorge Nuño, secretário-geral da Cáritas Europa.

Na lista de países com aumento da pobreza entre 2007, antes da deterioração da conjuntura econômica, e 2009, estão Grécia, Espanha e Irlanda.

Mas também França, Alemanha e Áustria. Sem contar outros cem milhões ou 150 milhões que estão no fio da navalha acrescenta Nuño.

Já nos Estados Unidos, manifestantes do movimento Ocupem acampados em Washington enfrentariam a partir de meia-noite seu maior desafio, já que a polícia planeja removê-los de dois parques nas imediações da Casa Branca. O Serviço Nacional de Parques dos EUA anunciou na semana passada que cumpriria a determinação legal contrária ao pernoite nas praças McPherson e Freedom, onde manifestantes estão acampados desde outubro. A polícia ordenou a retirada de sacos de dormir e outros objetos, mas disse que as barracas poderão permanecer no local desde que fiquem abertas.

O ultimato acontece após os distúrbios em Oakland, Califórnia, quando 400 pessoas foram presas no fim de semana.

Amigos amores, amados, paixões e casos!
Queria agradecer mais uma vez pela linda Terreirada de ontem! Que público fantástico! A nossa banda da Terreirada! As participações especiais, maravilhosas! Luiza SalesMiguel Fridman GarciaIrineu FernandesYuri Villar,Márcia GuzzoKarina Neves, Romulo Frazão! Entre outros de sempre! As novas parcerias com Aline Brufato e o Semente da Música Brasileira!

Essa história começou com Elizabeth FernandesPaloma Fraga, Isabel Viana, Ranier Oliveira,Flauberto Gomes, e tantos outros parceiros! Essa galera tem todos os méritos do que somos hoje! Desde Grupo Tá Na Rua, com o Cigano, (rsrsrs) o CTO, Casa Gira Mundo… E vamos seguimos caminho! Cada vez mais desenvolvendo um trabalho mais amplo, muito além do forró! Passeando pela música brasileira e universal! Inovando sem perder a essencial da nossa música, no terreiro, dos folguedos, da celebração da vida!
Vem aí o carnaval e teremos a Terreirada à Fantasia, em março ja voltamos com a Terreirada Cariri, e ainda esse semestre iniciaremos a Terreirada especial, mensalmente, em uma espaço ainda maior com convidados e tudo! Salve o Ceará, meu Cariri, e salve o Rio de Janeiro! Isso é Brasil!

Atualmente! Somos Julia Guimaraes, Geraldo Junior, Beto LemosGabriel PontesCláudio Lima,Joana Araujo e Felipe Rodrigues! Mas passaram por aqui e deixaram sua contribuição: Filipe MüllerMarcelo Müller,Flauberto Gomes, Ranier Oliveira, Luiza Sales, Francisco Gomide, Maria Gomide, João Bittencourt e tantos outros, também!

É isso, vim dizer aqui que nada é graça! Essa construção é como qualquer outra coisa na vida na qual agente se doa! Tem amor e carinho, seja um jardim, uma poesia, uma canção, um Terreiro… Hoje vamos colhendo as flores plantadas por cada um de vcs! Principalmente o público!

Tenho orgulho em repetir:

– Somos uma festa independente, um espaço alternativos!

Desenvolvemos aqui uma expressão artística, não apenas uma reprodução da música de mercado ou da cultura de massa! Isso é uma conquista! Que venham muitos outros anos pela frente! 

Amigos, somos agradecidos por vcs escreverem essa história conosco!Continuem compartilhando literalmente, digitalmente, fisicamente, espiritualmente, essa alegria conosco!


Beijos e abraços,


Terreirada Cearense!

Seduc desrespeita resolução do Conselho Estadual de Educação do Ceará

Existem casos que professor de Educação Física leciona Artes no Estado.

A disciplina de Artes é obrigatória no Ensino Básico e exige que algumas especificidades sejam atendidas. No Estado do Ceará a Resolução 411/2006, fixa normas para o componente curricular Artes, no âmbito do Sistema de Ensino do Estado do Ceará. Entretanto a resolução vem sendo despeitada pela Secretaria Estadual de Educação – SEDUC. A resolução entrou em vigor desde 2007.

Conforme o Art. 7º A formação de professores para a disciplina Artes será feita em curso de licenciatura específica na área, conforme as diretrizes curriculares para a formação de docentes. Porém o que se observa é a negligencia em relação a essa questão, a lotação dos professores de Artes é feita sem nenhum critério em relação à formação dos educadores, existem casos em que professores de Educação Física ministram as aulas de Artes.

A preocupação da Seduc, através das Coordenadorias Regionais de Desenvolvimento da Educação – CREDEs é usar a disciplinar de Artes para complementar a carga horária dos professores. Desconsiderando a formação dos professores e o processo de ensino-aprendizagem dos alunos.

Outro aspecto desrespeitado é o registro da avaliação no histórico escolar, na disciplina Artes tanto em conhecimentos quanto em realizações artísticas, deverá ter caráter descritivo, sem notas ou conceitos, levando em conta realizações nos inúmeros aspectos da criatividade que é possível explorar, conforme prevê o Parágrafo Único do art. 5º.

A resolução indica também no Art. 3º que compete às instituições públicas e privadas a responsabilidade de: I – oferecer condições aos arte – educadores para o cumprimento dos objetivos expressos na Resolução; II – disponibilizar material adequado às necessidades dos arte–educadores e reservar-lhes horários que manifestem a importância do seu trabalho no processo escolar; III – desenvolver programas de formação continuada para sempre melhor qualificação dos recursos humanos responsáveis por essa área de conhecimento; IV – oferecer possibilidades de acesso a eventos locais de interesse artístico para alunos e professores, com a devida preparação, acompanhamento e avaliação.

Outro fator questionado é o material didático oferecido aos alunos que não correspondem os objetivos previstos na resolução estadual.

As Secretarias Municipais de Educação também estão despeitando a resolução estadual. Um dos critérios para sanar o problema é a realização de concurso público para suprir a carência de professores do tanto do Estado quanto dos Municípios.