Arquivos mensais: abril 2008

PERFOMANCE POÉTICA E AMAZÉM DO SOM


Show musica com João Nicodemos, Jair Santos e Aécio Diniz, instrumentistas que buscam inspiração na música brasileira para desenvolver seus talentos. Neste trabalho vem apresentar uma coletânea de grandes sucessos do choro, numa homenagem aos choristas e ao público que cultiva o bom gosto musical. Trata-se também uma comemoração alusiva ao Dia Nacional do Choro, 23 de Abril, que é a data de nascimento de Alfredo da Rocha Viana, o Pixinguinha, um dos seus maiores criadores.

João Nicodemos é um artista que se utiliza de diversas linguagens para dar forma e expressão à sua poética. Tem participado ativamente da vida cultural do Cariri há muitos anos fazendo shows musicais, criando trilhas para teatro, publicando poemas e atuando em vários eventos artísticos e culturais.

O show “Chorinhos e Afins” e a Performance Poética “livro das perguntas” acontece no SESC Crato no dia 24 de Abril quinta-feira as 19h
entrada franca

Exposição Coletiva – URGENTE

ASSOCIAÇÃO DOS ARTISTAS PLÁSTICOS PROFISSIONAIS DO CEARÁ

Rua Baturité nº37- Praia de Iracema-Cep:60060-180.Fortaleza/CE.

E-mail: [email protected] / [email protected]

Site:http://www.artistasplasticosdoceara.blogspot.com

AVISO URGENTE!

Artistas Plásticos: AOS INTERESSADOS EM PARTICIPAR COM UMA COLETIVA NO DIA 08 DE MAIO (DIA DO ARTISTA PLASTICO). SOLICITAMOS A ENTREGA DE UMA SUA CRIAÇAO ARTISTICA ATE O DIA 26 DE ABRIL (SABADO), NO ATELIER DO JULIO SILVEIRA OU NA SEDE DA ASSOCIAÇAO (ATELIER DO ZAKIRA). PARA MAIS INFORMAÇOES SOBRE OS TRABALHOS A SEREM APRESENTADOS, TELEFONAR PARA : 085 32215628 (JULIO S.) / 085 30814722 SEDE DA ASSOCIAÇAO.

Gravuras e Fotografias


Encontro de Fotógrafos

O próximo encontro de fotógrafos do Cariri acontecerá no dia 1º de maio (feriado nacional), na Lira Nordestina, às 18.00 horas. Quem quiser, pode apresentar imagens digitalizadas. Como na última vez, será disponibilizado notebook e data-show. Pretende-se lançar vários projetos, entre outros, para o Encontro de Fotografia Popular em Setembro (ver circular) um painel de fotografia caririense (provavelmente impresso em DVD) com uma seleção de imagens fotográficas dos que queiram participar. Além disso, podem ser concebidas mostras de portfólios e exposições paralelas. Estes e outros assuntos serão discutidos no próximo encontro – portanto se faça presente quem quiser saber mais entrar em contato com o Prof. Titus, na Lira Nordestina.


II Encontro de Fotografia Popular

Rede Norte – Nordeste de Fotografia
11 a 14 de Setembro de 2008, no Cariri

Entre os dias 11 e 14 de setembro de 2008 acontecerá na região do Cariri, no interior do Ceará, o II Encontro de Fotografia Popular, dentro da Rede Norte-Nordeste de Fotografia. O encontro será promovido pelo BNB de Juazeiro do Norte e consta com apoio da Universidade Regional do Cariri, do Dragão do Mar e do Ifoto. O evento acontecerá numa época muito especial já que coincidirá com uma das maiores romarias do Nordeste – atração de grande repercussão e que costuma atrair fotógrafos do mundo inteiro (recomenda-se, por isto, aos interessados em fotografar, esticar a presença para mais alguns dias).

O encontro terá a característica de uma confraternização entre fotógrafos e pretende promover uma ampla troca de experiências, sobretudo em relação à sobrevivência de antigas técnicas e iniciativas fotográficas de inclusão social. Haverá a participação tanto de profissionais reconhecidos na foto-documentação como de fotógrafos ambulantes que ainda trabalham com técnicas tradicionais em vias de extinção, como Lambe-Lambe, Monóculos e fotopintura. Desta forma, o evento ganhará uma característica particular e certamente bastante original, distinta de outros encontros de fotografia no Brasil. Podem ser visitados, ateliês de fotopintores, tendas de fotógrafos de praça e casas de milagres. Haverá várias exposições, mesas redondas e projeções noturnas de imagens ao ar livre, e outras atrações, como, por exemplo, uma oficina de fotopintura. Além disso, há a possibilidade de visitar a casa-estúdio de Telma Saraiva, uma das mais originais fotopintoras do Brasil. A inscrição será gratuita, quem precisar de carta-convite para mobilizar recursos institucionais (para passagens, etc.) ou quem quiser lançar livros, CD-Roms ou DVD´s, projetar imagens, etc. pode se dirigir diretamente a mim. Aguardem próximos circulares.
Prof. Titus

Prêmio Lira Nordestina / de xilogravura ou gravura em metal
Ensaio gráfico (entre 5 e 10 gravuras impressas em papel)

Tema 01: Brincadeiras / Jogos de Rua
Tema 02: Fotografia Popular
Tema 03: Príncipe Ribamar de Beira Fresca
Tema 04: Objetos voadores (balões, aviões, etc.)

Prazo de entrega: 02 de Maio – 30 de Junho de 2008
Anúncio dos selecionados: durante a ExpoCrato de 2008 (em julho)

Prêmios: Serão cedidos quatro prêmios principais – um para cada tema proposto. Os contemplados dos prêmios receberão cada um, um certificado e um prêmio em dinheiro de 200,00 Reais. Podem ser concedidos, além disso, menções honrosas e premiações adicionais.
Todos os trabalhos selecionados receberão molduras sob vidro e posteriormente serão exibidos nas dependências da URCA (concluídas as exposições, as molduras pertencerão aos selecionados, fazendo parte da premiação).
Os trabalhos selecionados (apenas as impressões no papel, não as matrizes em madeira), farão parte do acervo da Lira Nordestina / URCA e não serão devolvidos aos autores. Podem participar alunos, funcionários e servidores da URCA e outros interessados, desde que não preenchem cargos de confiança da URCA (e desde que não haja pendências financeiras ou de material em relação com a Lira). Só serão analisadas propostas acompanhadas por ficha de inscrição (disponível a partir de 02 de maio na Lira / IPESC ou na ProEX). Os proponentes podem concorrer com trabalhos em mais de um tema (até o limite dos 4 temas propostos). Os trabalhos devem ser impressos em
papéis de tamanho entre A 5 e a A4, não maiores, entregues sem passpatout e sem moldura, dentro de um envelope selado e com o nome do proponente. A inscrição é gratuita é deve ser feita na ProEx da URCA ou no IPESC / Lira Nordestina, no campus de Pirajá, em Juazeiro do Norte. A Lira Nordestina não se responsabilizará para eventuais danos de manuseio, para custos com a ampliação das fotografias e nem
para a devolução das imagens. O júri será convocado pelo diretor da Lira, entre professores universitários. Trabalhos não selecionados podem ser retirados até 30 de julho na Lira Nordestina.

Custos
Cabe aos proponentes – entregar 5-10 trabalhos impressos em papel ou
cartolina, no tamanho máximo de A4. A inscrição é gratuita. Os
trabalhos selecionados (inclusive os contemplados com menções
honrosas) permanecerão no acervo da Lira Nordestina

Benefício para trabalhos selecionados
Possibilidade de premiação com certificado / ganho de molduras /
exposição do trabalho / divulgação / possibilidade de imprimir
outras cópias na Lira Nordestina, para venda posterior.

Prêmio Lira Nordestina / de fotografia
Ensaio fotográfico (entre 5 e 10 imagens)

Tema: Brincadeiras / Jogos de Rua
Prazo de entrega: 02 de Maio – 30 de Junho de 2008
Anúncio dos selecionados: durante a ExpoCrato de 2008 (em julho)

Prêmios: Os contemplados dos primeiros três prêmios receberão, cada um, um certificado de premiação, uma fotografias original, assinada por fotógrafo renomado (nomes como Evandro Teixeira), e um livro fotográfico de autores como Tiago Santana e Celso Oliveira. Podem ser concedidos, além disso, menções honrosas. Todos os trabalhos selecionados receberão molduras sob vidro e posteriormente serão exibidos nas dependências da URCA (concluídas as exposições, as molduras pertencerão aos selecionados). As fotografias selecionadas, no entanto, não retornarão para os seus autores, pois farão parte do acervo da Lira Nordestina / URCA. Podem participar alunos, funcionários e servidores da URCA e outros interessados, desde que não preenchem cargos de confiança da URCA. Só serão analisadas propostas acompanhadas por ficha de inscrição (disponível a partir de 15 de abril na Lira ou na ProEX). As fotos devem ser no tamanho de 20 x 30 cm com boa qualidade de ampliação, entregues sem passpatout, ou moldura, dentro de um envelope, selado e com o nomedo proponente (não serão contempladas fotos entregues em suportes eletrônicos como CD-Rom ou DVD). A inscrição é gratuita é deve ser feita na ProEx da URCA ou na Lira Nordestina, no campus de Pirajá, em Juazeiro do Norte. A Lira Nordestina não se responsabilizará para eventuais danos de transporte, para custos com a ampliação das fotografias e nem para a devolução das imagens. Trabalhos não selecionados podem ser retirados até 30 de julho na Lira Nordestina.

Custos
Cabe aos proponentes – entregar 5-10 trabalhos fotográficos ampliados, no tamanho 20 x 30 cm. A inscrição é gratuita. Os trabalhos selecionados permanecerão no acervo da Lira Nordestina.

Benefício para trabalhos selecionados
Possibilidade de premiação com certificado / ganho de molduras /
exposição do trabalho / divulgação.

Deputados lançam frente em defesa dos músicos brasileiros

Deputados lançam frente em defesa dos músicos brasileiros

O ministro interino da Cultura, Juca Ferreira, participou na tarde de quarta-feira (16) do lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Música, dos Compositores e Músicos Brasileiros a convite dos deputados e organizadores do evento, Edigar Mão Branca (PV/BA) e Chico Lopes (PCdoB/CE). O evento foi realizado no Espaço do Servidor, na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Durante a sua participação no evento, o ministro declarou que todas as regiões brasileiras têm sua dimensão musical. “É o nosso cartão de visita, a nossa principal característica. Então nós não poderíamos deixar de ter uma expressão dessa linguagem aqui dentro do Congresso Nacional. Não há mais possibilidade de ignorar a música regional brasileira. A nossa diversidade cultural tem uma enorme importância”, disse.

Ainda em seu discurso, Juca Ferreira alegou que o Brasil tem uma lei de direito autoral que precisa melhorar e que a indústria musical está em crise, mas ao mesmo tempo, a música brasileira está com uma capacidade de produção imensa. “Hoje não se pode ignorar a música do Pará, de Pernambuco, Goiás, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, de todo o Brasil. O Congresso é o lugar ideal para discutir essa situação e gerar estratégias que solucionem e possibilitem os artistas brasileiros de terem um espaço da grandeza da sua arte.”

O ministro apoiou a iniciativa e afirmou que o MinC acredita que a frente faz avançar a presença da cultura. “Nós apoiamos a proposta de ter uma comissão específica na Câmara para reparar a educação e a cultura. São duas dimensões diferentes, porém igualmente importante”.

Também participaram do evento parlamentares, músicos, compositores e artistas em geral. O cantor e compositor Xangai disse durante a sua apresentação que a música brasileira está muito boa, “cada vez melhor a cada ano que passa”.

Para instituir uma Frente Parlamentar, é preciso colher no mínimo 198 assinaturas de parlamentares. Ao final do lançamento da Frente em Defesa da Música, já havia 310 apoiadores – dentre os 513 deputados da Câmara Federal.

A proposta da frente é resgatar a importância da música e buscar meios de dar a dignidade ao artista brasileiro. Os parlamentares querem discutir questões relacionadas à proibição de showmícios, jabá, direitos autorais, pirataria, registro dos músicos, além de projetos que tramitam na casa em relação ao assunto.

Fonte:Ministério da Cultura

Cebrapaz lança nova publicação na URCA no dia 25

Daniele Nascimento*

Dentro da Programação da Mostra desUSA de Artes Visuais, o CEBRAPAZ lançará publicação na URCA, dia 25 de abril.
Com 68 páginas, o livro O antiimperialismo – caminho para a libertação dos povos traz uma coletânea de textos atuais relacionados às grandes lutas pela paz e contra as guerras imperialistas.

Escrito em linguagem direta, os textos de José Reinaldo Carvalho, diretor de comunicações do Cebrapaz, constituem “uma peça fundamental à análise aguda da conjuntura internacional, com seus traços de instabilidade, crise e insegurança emanados dos desequilíbrios estruturais e sistêmicos do capitalismo e da política belicista e tirânica do imperialismo estadunidense”, conforme consta na própria apresentação do livrete.

A publicação traz quatro artigos. O primeiro ensaio, Derrotar o imperialismo, por um mundo de paz, foi preparado especialmente para o seminário \’Capitalismo contemporâneo e a nova luta pelo socialismo\’. Nele o autor analisa as condições em que foram deflagradas as “guerras preventivas” contra o Afeganistão e o Iraque e os atos agressivos da atual Administração dos EUA no contexto do que se convencionou chamar de “doutrina Bush”, bem como as fragilidades do sistema multilateral e a impotência dos organismos internacionais diante da brutalidade do governo dos EUA e da violação do direito internacional em nome dos interesses da potência imperialista.
Recorrendo a instrumental teórico das teorias sobre relações internacionais, o autor expõe em seu primeiro ensaio as grandes tendências geopolíticas e chama a atenção para a formação de um cenário de conflitos políticos e sociais, no qual se destacam as potencialidades revolucionárias das lutas de caráter antiimperialista que estão em curso no mundo.
Esta edição traz também o artigo Comemorar Outubro preparando a nova Primavera dos Povos, apresentado por José Reinaldo durante a conferência de celebrações do 90º aniversário da Revolução Socialista Soviética, realizada em Minsk, Belarus, no dia 7 de novembro de 2007. Neste artigo, o autor tira algumas lições do que considera ter sido “o mais importante acontecimento da história mundial até o momento”.

Ainda inédito no Brasil e originalmente publicado na revista Contexto Latino-americano (Cuba, 2007), consta do livrete o ensaio A defesa da soberania e do desenvolvimento na política externa de Lula, que justifica o apoio a essa política desde a ótica da esquerda e do movimento popular.

A publicação traz ainda o artigo Internacionalismo e Patriotismo, em que o autor demonstra a vocação internacionalista da esquerda brasileira, que se concretiza através do exercício da solidariedade com todos os povos e se entrelaça com as grandes lutas nacionais, pela soberania do país, o aprofundamento da democracia e o progresso social.

Ao prosseguir na edição da coleção Solidariedade e Paz o Cebrapaz dá sua modesta contribuição para a luta de idéias e para firmar em nosso país a cultura da luta antiimperialista, da solidariedade internacional e da paz.
Para adquirir o livro, que custa apenas R$ 5,00, entre em contato conosco através do e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 3266-5805.

—————————————-
*Jornalista, secretária da Sede Nacional do Cebrapaz

Conteúdo multimídia leva música do interior do Ceará para o mundo

Conteúdo multimídia leva música do interior do Ceará para o mundo

Depois de passar por São Paulo, Salvador e Fortaleza, a banda de lata Os Cabinha agora pode ser encontrada em Tóquio. E também Nova York, Amsterdã e Pequim. Se quiser vê-los no Oiapoque, onde dizem, o Brasil termina, também pode. Eles estão ao alcance de um click: no site do MySpace, uma das principais vitrines musicais do mundo.

Na página www.myspace.com/oscabinha, os internautas terão acesso ao material multimídia, produzido pelos meninos da Casa Grande. Além das músicas que irão compor o primeiro cd da banda, alguns vídeos e fotos dos pequenos músicos também estão disponíveis. As três canções do site foram gravadas pelos meninos no estúdio da Fundação.

Com suas guitarras e baixos feitos de madeira, acompanhadas de percussão e bateria compostas de latas, Os Cabinha, como bem identificou o músico Maurício Pereira, deseletrificou o rock, tantos anos depois do rock ter eletrificado a guitarra.


:: Mariana Albanese ::
Assessoria de imprensa
Fundação Casa Grande – Nova Olinda – CE

88 9622-0999
88 3521-8133
www.fundacaocasagrande.org.br

A Banda Liberdade e Raiz se apresenta no Sesc Crato dia 17


Uma banda que canta sua terra, que enaltece o cotidiano e as lutas do seu povo. Uma banda de Reggae que toca música autoral, que envereda pela inclusão a poesia nordestina. É esse é o caráter da Liberdade e Raiz que fará apresentação nesta quinta-feira, dia 17, às 20 horas, no Auditório do Sesc Crato. A Apresentação faz parte da programação da Mostra desUSA de Artes Visuais.

Uma semente
No dia 19 de janeiro de 2007 foi plantada uma semente chamada Liberdade e Raiz que ainda com muitas dificuldades conseguiu fixa-se no solo de uma terra denominada Reggae e fez seu primeiro show. Mas o que ninguém ainda não sabia é que essa pequena semente no seu segundo espetáculo iria desabrochar e conquistar apreciadores de sua tamanha beleza. Os dias e meses foram passando e essa semente já tinha se transformado num pequeno caule com poucas folhas, as quais demonstravam mais ainda sua enorme força de vontade de crescer. Enfrentando tempestades e espinhos ao seu redor esse caule cresceu e não era mais, pequeno e indefeso, tinha se tornado um Tronco Forte, com uma Grande Copa, tão verde, por onde os raios de sol atingem sua Folhagem e refletem um brilho fascinante. Hoje, essa pequena semente é uma árvore com fruto (seu primeiro CD), o qual é motivo de grande alegria para seus donos e admiradores. JAH BLESS.

Professor Glauco Vieira faz palestra sobre expansão do cinema estadunidense

A Expansão da Indústria Cinematográfica Norte-Americana será tema da palestra do professor Glauco Vieira, nesta quinta-feira, às 19 horas, no Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri – URCA. A palestra faz parte da programação da Mostra desUSA de Artes Visuais realizada pelo Coletivo Camaradas. O professor Glauco Vieira Fernandes O professor possui graduação em Geografia pela Universidade Federal do Ceará (1997) e mestrado em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará (2001). Atualmente é professor adjunto da Universidade Regional do Cariri – URCA. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Ensino de Geografia e Geografia Cultural, atuando principalmente nos seguintes temas: geografia e cinema, comunicação audiovisual e cultura visual, coordenador do do Grupo de Pesquisa –Imago/URCA e integrante da Associação do Audiovisual do Cariri – AAC.